Como a esclerose múltipla ensinou meus filhos a serem fortes

Como a esclerose múltipla ensinou meus filhos a serem fortes

Por: Marcia Denardin

Ser mãe e conviver com uma doença não é nada fácil, mas também não é impossível como cheguei a pensar. Um episódio que me marcou muito desde o diagnóstico de esclerose múltipla aconteceu tão naturalmente que chega a ser surpreendente. Sabe quando tudo está andando como deveria, realizando tarefas, cumprindo compromissos e de repente tudo muda. Tive um surto daqueles, quase nem conseguia me mexer e estava em casa sozinha com meus filhos. Ainda bem, porque o que aconteceu naquele dia mudou a minha forma de olhar e perceber que a força para enfrentarmos as dificuldades vem de onde muitas vezes pensávamos ser impossível.

Lembro de ter dito que não estava me sentindo bem, que estava perdendo força, movimento e fiquei apavorada. Para minha surpresa meu filho que tinha apenas 14 anos tomou as rédeas da situação e a primeira coisa que fez foi me dizer que eu sabia que era um surto da esclerose múltipla, que já havia passado por aquilo e que precisava ficar calma.

As coisas aconteceram tão naturalmente, ele ligou para a médica, contando o que estava acontecendo, e seguiu toda a orientação. Eu precisava ser internada, então ele fez contato com o hospital, arrumou minhas coisas, roupas, higiene pessoal, documentos e sempre tratando de me deixar calma.

Providenciou alguém para ficar com os irmãos mais novos, chamou um táxi e desceu comigo no colo. Quando chegamos ao hospital, ele já foi informando a situação, as orientações que havia recebido da médica e já fui recebendo atendimento. Ele nunca saiu do meu lado, sempre com ar confiante, me dando força para seguir lutando contra o surto da esclerose múltipla.

À medida que melhorava, via nele algo maior, como mãe a gente tende a pensar que os filhos são frágeis, sem condições de resolverem problemas se não for com a nossa ajuda. Como mães, temos a tendência de podar o crescimento principalmente baseado na dor, nas dificuldades. Mas como mães também aprendemos lições com nossos filhos, e neste episódio, aprendi uma grande lição. Aquela sensação de culpa, por ter que permitir receber ajuda de um filho, por não ser igual a mãe do coleguinha da escola e outras tantas culpas que insistimos em carregar no nosso ombro, são coisas da nossa cabeça, perfeitamente descartáveis e é assim que tem que ser.

Precisamos entender que não criamos os filhos para nós, mas para o mundo, para uma vida de desafios que vai leva-los ao crescimento, e se este crescimento chegou antes, temos que encorajá-los a seguir adiante. Hoje eu continuo aprendendo com eles, assim como eles aprendem comigo.


* Os blogueiros do Vivendo como Você (Living Like You) são financeiramente compensados, considerando um valor de mercado pelas horas dedicadas. O pagamento aos blogueiros de forma alguma interfere no conteúdo que escrevem, nas opiniões ou perspectivas da vida com esclerose múltipla.

Referência
Site Living Like You. Disponível em http://www.livinglikeyou.com/en/stories/detail/how-ms-taught-my-children-to-be-tough. Último acesso em novembro de 2015.